Crítica Filmes 

Crítica – Death Note Americano

Cercado por polêmicas por parte dos fãs do Anime, a versão “americanizada” de Death Note fez sua estreia na Netflix na última sexta feira (26/08/2017). E logo, foi parar no trending topics do twitter cercada de frustração e ódio por parte dos fãs mais fieis!

Não traremos Spoilers neste texto, então pode rolar a pagina tranquilamente.

As polêmicas antes da Estréia

Desde o inicio, foi informado pelo diretor Adam Wingard que seria de uma adaptação; fugindo de uma cópia fiel do anime de sucesso que teve sua primeira exibição em Outubro de 2006, e que também pode ser encontrado na Netflix.

Tóquio, lugar onde toda a trama acontece no anime foi substituída por Seattle. Houve muita polemica por isso, mas principalmente na escalação dos atores. A falta de Orientais mais uma vez era sentida pelos fãs, com o principal foco se voltando para o ator afro-americano Keith Stanfield escalado para interpretar o “albino” L .

Fez até mais barulho que a escalação de Margaret Qualley como Misa Amane ou na de Paul Nakauchi como Watari. Uma “loira peituda” substituída por uma “caucasiana magra” e um senhor britânico substituído por um oriental (o único oriental principal nesta adaptação) respectivamente.

Usando muita empatia, aceitei as mudanças; até por se tratar de uma adaptação Americana. Todos sabemos que se fossem seguir o roteiro original do anime, o mercado americano acabaria não aceitando o filme (afinal, para quem você acha que esta adaptação foi feita?).

No final, a mudança dos personagens não comprometeram o filme.

Confira galeria de fotos Death Note

Este slideshow necessita de JavaScript.

Regular para quem não conhece; Horrível para quem é fã!

Sinopse: A história gira em torno do jovem Light Turner, estudante brilhante que não sabe o que fazer com seu futuro até o dia em que encontra o Death Note. Ele descobre que pode adicionar nomes ao caderno, causando a morte de tais pessoas, e logo decide se livrar de vários criminosos. Seus atos, no entanto, despertam a atenção da polícia e Light começa a ser seguido por um perigoso homem.

Pronto, para quem não conhece a trama, não faz a menor ideia do que seja um “Shinigami” ou como o “caderno da morte” funciona, o filme vale a pena. Você tem a tensão e os problemas envolvendo um adolescente antes e depois de encontrar tal artefato; e como ele lidará com isso.

Mas para quem assistiu aos 37 episódios do Anime, leu os mangas, se afeiçoou ao nome, personalidade, e decorou cada regra do caderno, e um verdadeiro “chute no saco”!  Muitos extremistas chegaram a comparar Death Note Netflix com o “irritante” Dragon Ball Evolution de 2009. Não acho que é pra tanto, mas realmente depois de toda expectativa gerada, realmente e muito frustrante.

 

Veja também:

 

Enumerando os erros

O primeiro e principal “vacilo” da obra; foi escolher contar a estória em formato de filme, ao invés de transformar em uma série! Dificílimo compactar todo suspense e narrativa contida nos 37 episódios para um filme de 1 hora e 30 minutos. Se o primeiro filme desse certo, inevitavelmente se transformaria em uma Trilogia, mas depois de toda repercussão acho difícil que isso aconteça!

A própria Netflix adaptou o filme (O Nevoeiro) adaptado para o formato de série. Obvio que o filme foi originário do Livro de mesmo nome, mas trazer Death Note como série live action poderia ter um sentimento menos impactante, vide ShadowHunters; que também foi originário de uma obra literária, teve um filme que fracassou nas bilheterias e a própria Netflix resgatou e transformou em uma série, que teve a pouco tempo sua terceira temporada confirmada.

Sendo repetitivo mas necessário, afirmo mais uma vez que quem não teve contato com a obra original, não sentira falta de toda mudança envolta de Light Turner. Similar, somente o Pai policial!

Se na obra oriental tínhamos um Light Yagami super inteligente, perspicaz, engenhoso e introvertido; Light Turner que está na mesma faixa etária, não demostra nenhum lapso de toda grandiosidade, sendo 100% emocional e carregando vícios e distúrbios de qualquer adolescente ocidental.

O novo L tentou realizar alguns “fan services” mas também destoou muito do épico personagem Ocidental. A surpresa ficou mesmo com a Misa Amane. Em alguns momentos fui levado a pensar que ela se transformaria no protagonista do filme. Sua perspicácia foi tanta que cheguei a torcer por ela em alguns momentos.

Por menos humanos e mais Shinigamis!

Mas quem realmente tomou de assalto o filme, foi o Shinigami dublado pelo sensacional Willem Dafoe! Assim como na obra oriental, ele consegue nos cativar em suas cenas, seja comendo suas preciosas maças, ou com suas piadinhas e cutucadas no portador do caderno!

Por estar tão legal e trazer uma dinâmica diferente as cenas, sentimos muito sua falta, por não aparecer tanto! Mais uma vez, por se tratar de um filme, ele teve muitas poucas cenas e poder na estória.

Ele e a única aparição e menção de Shinigami de todo o filme. Quem assistir ao filme e se empolgar para ver o Anime, se assustará por completo.

 

Afinal, Devo ou não assistir?

A resposta e muito simples para quem conhece a estória em outras mídias (anime/Manga): Se você não conseguir desvincular a imagem da obra Oriental da adaptação Ocidental, não tente assistir pois ira se decepcionar.  Fique com o Live Action feito pelos Japoneses, “Death Note: Light Up the New World”.

Como já desconfiávamos, mesmo se tratando de uma adaptação livre, não foi levado ao filme sequer um terço do gigantesco universo de acontecimentos e informações da obra original.

Para quem não conhece o mundo dos Animes e tiver sido cativado pela estória, o filme não compromete. Torço para que toda essa repercussão negativa e polêmica feito pelos fãs, instiguem mais pessoas para assistir o filme e depois conhecer o anime. Você não vai se decepcionar!

 

Assistiu ao filme? Curtiu a crítica?

Participe e deixe seu comentário (sem spoiler) com outros nerds!

Leia mais sobre: Death Note, Netflix.

(Visited 59 times, 1 visits today)
The following two tabs change content below.
Trazendo melhor do mundo Nerd com muito humor e pouco dinheiro! Fique atualizado com as últimas notícias no site e divirta-se com a nossa programação de vídeos e podcasts.

Latest posts by Nerds Sem Grana (see all)

Notícias Relacionadas

%d blogueiros gostam disto: